sábado, 1 de março de 2008

A guerra de 1908, Raúl Solnado

2 comentários:

clo disse...

Cheguei à guerra, bati à porta...
Deviam ser assim todas as guerras!
Bater à porta
e não bater a porta.
Parabéns ao Raúl Solnado por este belo momento.
Clo

Profanus disse...

sempre odiei esta rábula , no contexto em que surgiu ela representava aquilo que muitos pensavam em áfrica não se passava nada ... mas também me dizem o contrário, pertendia desmontar , não vejo como.... Além disso garantariam-me á nascença que eu não faria aquela guerra ...
cordialmente
JRM