segunda-feira, 31 de março de 2008

Sonhos....

Uma semana cheia de sonhos para todos...

domingo, 30 de março de 2008

Praia do Rosairinho - Moita

Bom resto de domingo....

Monfortinho

Passámos recentemente pelas Termas de Monfortinho. Regressados de Espanha, via Cárceres, atrasámos um pouco o almoço de sábado de Páscoa para vir comer a Portugal. Chegados à pacata localidade, pelo menos neste dia chuvoso, demos umas voltas à procura de local onde comer. Resolvemos estacionar perto do único local que encontrámos aberto que por coincidência era também perto do posto da GNR.

Na sexta-feira passada chega a casa uma carta da GNR de Idanha-a-Nova e antes de abrir tentei lembrar-me se teria andado mais depressa do que devia dentro de alguma localidade ou cometido alguma outra infracção em movimento, uma vez que não tinha visto nenhum papel no para-brisas.

O motivo vinha no interior carimbado a azul:

"O referido condutor estacionou dentro da localidade não se encontrando o mesmo o mais próximo possível do limite direito da faixa de rodagem paralelamente a esta e no sentido da marcha".

Tive que pensar um pouco para admitir que realmente teria que pagar os 30 Euros devidos e assim contribuir para que os agentes do posto atinjam os objectivos que certamente traçaram para este ano. Não deve ser fácil passar multas, no inverno, naquele local e assim perder a mais pequena oportunidade de o fazer deve ser particularmente grave. Na verdade tiveram toda a razão. O veiculo encontrava-se "o mais próximo possível do limite direito da faixa de rodagem paralelamente a esta" mas não no "sentido da marcha". Tento cumprir todas as regras de transito e, mesmo em questões de velocidade, não excedo muitas vezes o limite. Compreendo a importância desta. É muito mais perigoso retirar um veiculo assim estacionado. No meu caso, poderia ter batido em algum dos 10 ou 20 veículos que certamente passaram nesse dia por essa rua.... Não compreendo apenas porque não tive direito a um papelinho no para-brisas. Afinal foi uma multa de estacionamento.

Pagarei a multa, mas duvido que volte a pagar almoços em Monfortinho... Nunca se sabe porque razão serei multado se por lá passar outra vez.

Compreendo que as regras devam ser sempre cumpridas e não apenas quando somos nós a avaliar da sua pertinência ou não. Não compreendo é como, neste caso, possa ter sido também uma medida pedagógica. Não compreendo também a não existência de aviso no carro, uma vez que o quartel estava na mesma rua onde estacionei e que o agente que me multou, ou algum dos seus companheiros, nos viu pegar no carro e sair sem nos apercebermos do risco que tínhamos causado ao fazer tão grave manobra. No mínimo teria vindo alguém mandar parar o transito enquanto retirávamos a viatura.

quinta-feira, 27 de março de 2008

quarta-feira, 26 de março de 2008

A viúva triste

De passagem por Mérida, assisti sexta-feira passada, pela primeira vez, a uma procissão na nossa vizinha Espanha.
À frente do andor seguiam mulheres (talvez 6) vestidas de negro. Suponho que fossem viúvas ou que, pelo menos, representassem esse papel. A objectiva teimou em focar uma delas (não ao acaso, confesso) que, a ser uma verdadeira viúva, o foi muito cedo.

terça-feira, 25 de março de 2008

Janelas...

quinta-feira, 20 de março de 2008

quarta-feira, 19 de março de 2008

Ainda a fragata....

19 de Março

Fragata D. Fernando II e Glória.



Hoje recebi uma caixa de bombons, e fiz um dos dois telefonemas que costumo fazer.... afinal 19 de Março não é um dia qualquer.

Obrigado.

terça-feira, 18 de março de 2008

A_corda

domingo, 16 de março de 2008

Volver...


Voltei a ver "Volver"...
É bom voltar, de vez em quando...
Voltar aos lugares que já foram nossos
Voltar às pessoas que sempre serão..
Voltar a falar de assuntos antigos...


Volver!

sábado, 15 de março de 2008

As bestas.

Encontrada na Poeira dos dias...

quarta-feira, 12 de março de 2008

Uma tarde especial...

Já algumas vezes apontei para a sua teia, quase sempre, por não resistir a partilhar as deliciosas descrições de episódios de sala de aula. Há um jeito especial no modo como a 3za faz as descrições, no modo como nos fala dos sorrisos dos seus alunos....

Ontem tive oportunidade de assistir a uma sessão sobre Scratch que dinamizou na escola. Fui cheio de expectativas! Mais do que características técnicas e potencialidades do programa ia poder ouvi-la falar de tudo o que está a acontecer este ano com os seus alunos, dos sorrisos e pedidos de mais tempo para com ela crescerem....

Encontrei-a ainda no estacionamento... Logo no curto caminho até à escola percebi que afinal, mesmo altas, as expectativas podiam ser superadas! A sessão não seria dinamizada pela 3za, ou pelo menos só por ela. Seria dinamizada por alunos do 5º e 6º anos que, de forma voluntária, quiseram ajudar alguns professores a dar os primeiros passos com esta linguagem de programação.

Eu fui acompanhado pela Mada que fez um óptimo trabalho! Dei uma volta pela sala e percebi que os colegas da Mada, embora não tendo havido nenhum critério especial na sua escolha, não eram menos competentes. Com esta ajuda fomos explorando o programa e esclarecendo todas as duvidas que surgiam...

Ia jurar que a determinada altura vi mesmo um aluno a mostrar a uma professora como era fácil publicar informação num blogue!

É impressionante o que nos podem ensinar e o que podem aprender se acreditarmos neles como a 3za acredita!

Só posso terminar com um grande obrigado... à Mada, à 3za, à Gi e a todos os colegas da Mada que tão bem dinamizaram esta oficina que ficará na minha memória como parte de uma tarde especial!

Por mim não precisas de voltar a colocar fotografias.... Cada vez que falares nos seus sorrisos bastará fechar os olhos para os rever!

Um grande abraço

segunda-feira, 10 de março de 2008

Um outro olhar

Porque além dos olhares de ministra ou de professor também fazem falta outros olhares, aqui deixo um que vem dos lados da sociologia e me chegou pela mão do Miguel Pinto!

domingo, 9 de março de 2008

Foz do Sabor

sexta-feira, 7 de março de 2008

quarta-feira, 5 de março de 2008

Monte Rushmore

Da direita para a esquerda: Abraham Lincoln, Theodore Roosevelt, Thomas Jefferson e ... AGT.

Imagem alterada pelo A. numa das suas brincadeiras com programas de edição de imagem... Tem graça que isto era o que pedia aos meus alunos nas aulas em que falávamos de imagem digital... Pedia que alterassem uma fotografia de modo a criar uma imagem impossível!

Apareciam sempre umas engraçadas, do tamanho da imaginação dos seus autores/as, como esta do Paulo P.

segunda-feira, 3 de março de 2008

Conversas de passarinho...


Quem será?
Que faz ele a apontar para cá?
Será que dispara mesmo?
Não percebe que estou bem aqui e que fui eu que cheguei primeiro?
Ah! Não é uma arma...
Parece uma máquina fotográfica....
Que chato!
Vou já voar....
Espero que a foto lhe saia tremida!

domingo, 2 de março de 2008

Pauvre con!



Não sei se tenho autoridade moral para comentar isto! Confesso que seria capaz de dizer a mesma coisa a alguém que me ofendesse pessoalmente.

No entanto, uma pequena diferença: não sou,nem virei a ser, primeiro ministro de nenhuma nação! E não me venham dizer que a um primeiro ministro basta sê-lo porque eu acho que o ditado da mulher de César se lhes aplica também!

Só posso terminar com um "pauvre con!" dirigido a quem, nestas imagens, não ofende apenas uma pessoa, com um grande umbigo, mas todos os franceses...

Espero que me perdoem!

sábado, 1 de março de 2008

A guerra de 1908, Raúl Solnado

Santarém....

Esta manhã vim perder-me a Santarém...
Gosto de me perder nestas cidades que não conheço bem...
Vir meia hora mais cedo e seguir as setas (quando existem)...
Importante mesmo é não perder o Norte...(ou, talvez não!)
Hoje encontrei o destino e estou pronto para uma manhã de trabalho...
Se puderem, aproveitem o sol!