terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Portas

5 comentários:

maria disse...

deve ser a porta de uma arrecadação de lenha ou coisa assim, pois nem na 'província' se deixam já as portas só no trinco... de cordel!
:)

Anónimo disse...

... sim, aqui não há uma flor num vaso para esconder as chaves.... De quem vem e quer roubar o que há dentro... O cordel é só um sinal que se deixa puxar mas é resistente . É vermelho aparente cor natural , mas cor da carne o encarnado , essa tem muito mais....
cordialmente
JRM

JvT disse...

Maria,

Por incrível que pareça até já lenha me roubaram... mas não foi propriamente na província!


JRM

Penso que o encarnado era a cor da moda nas "enfardadeiras" (máquinas que fazem fardos de palha) por aquela zona... Esses cordéis eram depois aproveitados para os mais diversos fins e também... fechar portas!

Anónimo disse...

eu gostei da imagem ! quis destacar um detalhe antigo, só isso... a cor da enfardadeiras era essa sim senhor, os anos 50 trouxeram-nas ao Alentejo de onde não sou oriundo, era uma mecanização, a dispensar braços e porisso muita fuga ; migrações e emigrações ....
Em casa de meus Avós e bisavós onde tudo é de todos e de ninguém roubaram tudo.... Lenha, e mais .... e é as portas da vila ....
Agora é zona selvagem àrea protegida , ecológica
é tudo e não sou de lá ., não tenho raizes.... sou de poucas
pertenças. Desculpe se macei...
cordialmente

JvT disse...

Não maçou nada... Antes pelo contrario! Apenas falei da cor do cordel porque também eu na minha infância os aproveitava para tudo... Até para volantes improvisados de carros de roda de charrua. Estes pequenos pormenores para mim são recordações de infância.... só isso!

Obrigado por passar por cá!
Abraço
João