terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Fim-de-semana especial...

A neve já tinha quase desaparecido .
Estava agora apenas em cima das amendoeiras, como que por magia.

A lareira, desta vez, era a mesma e as alheiras, que assámos quando a noite chegou, tinham sido enchidas pelas mãos da irmã da nossa mãe.
Tinham o mesmo sabor ou, pelo menos, tinham o sabor que penso que tinham as que, todos os invernos, também ela fazia.

Os grelos de nabal, que sempre disse picarem na língua, estavam agora óptimos acompanhados de batatas e azeite.

O folar, que comemos ainda quente, tinha sido amassado pelas mãos amigas e generosas de quem, naquela pequena aldeia de Trás-os-Montes, foi amiga da nossa mãe e com ela aprendeu a amassar estes bolos recheado de carne.

Tudo esteve óptimo nesta curta viagem ao passado com o meu pai e as minhas duas irmãs.

4 comentários:

Girafa cor de rosa disse...

Estes são os pequenos grandes milagres do dia a dia a que a maior parte de nós não dá importância...mas são pedaços, grandes pedaços de pura felicidade. Obrigada pela partilha. Bjs.

CristinaGS disse...

Tanta ternura!

Sandra Rocha disse...

Que vergonha, tu vens passar um fim de semana à terrinha e tiras fotos às amendoeiras em flor, eu que estou cá todos os dias ainda não tirei, vamos lá ver se o tempo deixa :)
Tanta ternura quando falas da tua familia :)

Anónimo disse...

»Fico calado»
Escreve esta frase.
JRM