sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Desafio...

Chegou mais uma participação...
A Clo não se conformou com a desclassificação e resolveu escrever um poema original.

Caso resolva também ainda aceitar o desafio, envie o texto ou o poema para ser publicado aqui onde ninguém o lê!

VIII
-Clo-
(A casa e o mundo)
União

Olha para mim
Não tenhas medo
Não, não te esquives
Antes de me conheceres,
É preciso tempo
Repara bem, preto, branco,
Apenas nuances...
Vermelho é a cor do coração,
É aí, nesse lugar
Que eu te quero guardar.

Não ligues a esses olhares
Indiferentes e frívolos,
Não é de mim preto,
Ou de ti branco
Que eles, se querem esconder
eles, têm, é medo de ser

Ser humano, raça não tem cor,
A cor existe porque o homem a definiu
Sabes! vou contar-te um segredo
Isto que tu vês não é apenas preto,
Aproxima-te nada temas,
O importante na vida, não é,
Só, uma cor, mas todas as cores de
Mãos dadas, almas perfeitas
Que aprisionaram a indiferença
E a rejeitam.

3 comentários:

Girafa cor de rosa disse...

Aii..tão bonito! Bom fim de semana!

clo disse...

Agradeço
E retribuo
Bom fim de semana!

Fechada no armario disse...

O poema é lindo....perfeito mesmo....
Fiquem Bem =)