segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Mulheres de coragem.

Conta-se que era uma mulher de coragem. Certo dia percorria, ao anoitecer, um caminho, por entre os montes, que ligava a aldeia do marido à sua terra natal. Por única companhia tocava um burro que carregava alguns haveres. Numa encruzilhada, num lugar ermo, foi rodeada por cinco lobos que se sentaram imóveis à sua volta. Deixou o burro e, devagarinho, foi avançando alguns metros. Ao ver que os lobos não se mexiam e, como seria de esperar, não se lançavam sobre o burro para o comer, voltou atrás e, como que pedindo licença aos bichos que não deveriam ter fome nesse dia, pegou nas rédeas do companheiro de jornada para, de mansinho, continuarem ambos o caminho.

Ficou a história para contar aos filhos que agora podem levar os netos, que mal a conheceram, ao mesmo lugar ermo e dizer: "foi aqui que a avó ficou rodeada de lobos".

2 comentários:

Cristina GS disse...

Memórias boas!

CCF disse...

Histórias que vão dando sentido a essa coisa de "ter o mesmo sangue". Elas e os momentos partilhados, tudo o mais é só quase convenção.
~CC~