terça-feira, 19 de agosto de 2008

As férias em T-o-M

Ir a T-o-M, para mim, é mais do que passar férias. É voltar às origens, à aldeia que me viu crescer. Gostava também de saber resumir num texto o que estes dias de paragem, de encontros, reencontros e alguns desencontros podem significar. Falarei só de reencontros!

Reencontrei por lá a Deep, com quem tomei café no "Café Central" do seu primo, e meu colega de de 8º e 9º ano, que também não via há anos. Gosto de colocar rostos por detrás de nicks e blogues. Conhecia a Deep desde a adolescência, estudamos juntos, em Bragança, mas não me lembrava (e é imperdoável) do seu sorriso! Um sorriso fácil, contagiante que espero não voltar a esquecer tão cedo (como tenho memória fraca, temos que nos ver mais vezes aí por cima ou cá por baixo!)

Reencontrei também a prima Sandra que tratava do seu amigo de estimação a quem aproveito para mandar as melhoras rápidas. Não a via desde que era uma criança e foi um post neste blogue que ninguém lê que ajudou a reestabelecer o contacto . A Internet tem destas coisas.

Ainda houve tempo para revisitar a a linha do Tua. Utilizei esta linha por várias vezes para ir ao Porto, há muitos anos. Já nessa altura me deslumbrava com as paisagens envolventes. Hoje, a maioria dos utilizadores compram, como eu, bilhete de ida-e-volta denunciando os propósitos da viagem.
A carruagem de um estilo muito moderno, sem vidros de abrir, não é, na minha opinião, a mais adequada ao trajecto. A maioria dos passageiros faz o trajecto em pé, captam imagens que em breve talvez não possam ser captadas. Entre os companheiros de viagem desse dia estava um casal de franceses. Dizem ter vindo de propósito para ver a linha que se encontra melhor divulgada na Internet, em guias internacionais, que em locais próprios destinados a sua divulgação/promoção.
Agora, de volta, apertam as saudades dos amigos, até dos que eventualmente, um dia, possam passar a ser apenas ex-amigos. Mas esses, nessa altura, saberemos que, se calhar, nunca o foram verdadeiramente!

4 comentários:

deep disse...

Bem, antes de mais, obrigada pelo elogio! :)

Fizeste muito bem em vir a Trás-os-Montes. O cafezinho, no Café do primo, soube melhor com companhia simpática, apesar do frio do final. :)

Temos que aproveitar as belezas destas terras antes que se lembrem de acabar com algumas, entre elas a Linha do Tua, que, há não muito tempo, tive também o prazer de revisitar.

Abraço

CCF disse...

Que bonita a amizade assim tão viva e real depois dos encontros virtuais! Tu também sabes comover!
Abraço
~CC~

Anónimo disse...

Desculpe-me por entrar sem pedir licença, mas também para mim são inesquecíveis algumas das coisas que mencionou da sua visita a Trás-os-Montes, a Foz do Sabor, a linha do Tua, que todos os anos fazia nas férias grandes e... o sorriso da deep... dentro ou fora do Café Central...

Cumprimentos e Parabéns pelas suas imagens que já tinha 'namorado', mas em silêncio...

rubia

Sandra Rocha disse...

Olá primo.
Ainda nem tinha tempo de visitar o teu canto, abes como é, tempo para blogues nestes dias não há, fazemos uma escapadinha no trabalho :)
Também adorei o nosso reencontro embora muito breve mas espero que para a próxima haja mais tempo.
Ele jáestámelhor, pronto para outra :)
Beijos para todos.