sábado, 5 de julho de 2008

Correntes


São feitas de medo e de cobardia, de incerteza e de cepticismo as correntes que nos prendem a um chão hostil onde os sonhos, os gestos, os pensamentos e as palavras se exibem plenos de musgo e de ferrugem. Na ânsia de nos soltarmos, roçamos o chão, rasgamos a pele, rompemos a alma, resvalamos, presos à noite, por muros de silêncio. Algumas vezes, conseguimos que os dedos dos pés toquem a areia, sintam a espuma do mar. Outras, mais do que espuma e areia, há uma leve brisa que nos despenteia, um cheiro a maresia que nos enebria. De súbito, um doce enlevo de alma transforma as amarras em correntes de esperança e de partilha.

Deep

Nota: Muito obrigado por mais este texto. A sardinhada está a ser marcada para dia 10 ao almoço. Podes aparecer?


6 comentários:

Anónimo disse...

Leio como uma corrente, a velocidade , a pausa breve , uma súbita passagem, a corrente....
E finalmente» de súbito, em doce enlevo de alma transforma as amarras em correntes de esperança e de partilha »
De súbito , se relê com muitas sensações , muitos sentimentos, muito prazer»
Abraço decorrente, do que li , é claro!

José Ribeiro Marto

O Carteiro de Palmela disse...

ocarteirodepalmela.blogspot.com


Bem aparecido, só hoje descobri o teu blogue.
Vou andando por aí.

1abç4

deep disse...

Comentei há pouco, mas como fiquei offline, não deve ter ficado o comentário...

Quanto à sardinhada, tenho muita pena, mas não vai ser possível estar convosco. Trás-os-Montes é muito longe e espera-me trabalho no dia 11 de manhã. :(

Não hão-de faltar oportunidades. Haja sardinhas e companhia!

Eu é que agradeço teres proporcionado este espaço de partilha.

Obrigada também ao José Marto pelas palavras simpáticas.

JvT disse...

Olá José Marto,

Apareça para a sardinhada!

Abraço
*************
Olá Carteiro de Palmela

Seja bem aparecido e volte sempre
**********
Deep,

Haverá outras sardinhadas e, pelo menos, um café aí em T-o-M este verão!

Um abraço
João

Cristina GS disse...

"Na ânsia de nos soltarmos, roçamos o chão, rasgamos a pele, rompemos a alma, resvalamos..."

:)

Girafa cor de rosa disse...

Lindo! Parabéns Deep. Bjs.