quinta-feira, 18 de outubro de 2007

O teatro da vida



Na unidade de neonatologia do hospital vejo-os e vejo-as sem bata branca, vestem-se de várias cores mas sobretudo de verde por ser cor da esperança, vestem-se para lutar contra a morte porque essa é a vida deles. E se ela chegar, vão talvez imaginar como no teatro andamento, que é uma flor, talvez seja esse o melhor modo de lutar contra a dor. Deve valer bem a pena perceber o que sentem através do teatro(Parabéns Joaquim!).

Julgava que as mãos dos pianistas eram as mais perfeitas do mundo até ver as mãos destes enfermeiros tocarem nestes bebés prematuros, que nasceram entre 20 a 30 semanas, é arte o que fazem com os dedos, mas sem dúvida maior ainda o que podem fazer com o coração. E esse varia, mas há quem o abra num sorriso para dizer: aumentou 40g, é muito bom!

Sorrimos também, é claro!

~CC~

3 comentários:

Cristina GS disse...

Há-de ser diferente dos outros, esse rapazito. Vais ver.

JS disse...

Que lindo, isso que dizes e a forma como o fazes! Apetece-me imprimir e ir lá afixar no quadro onde habitualmente figuram as escalas de serviço e avisos cinzentos para eles e elas leram.
Estas palavras também alimentam e dão força ao amor com que se cresce.
Beijo
*jj*

JvT disse...

Boa sorte para esse rapaz...