sexta-feira, 19 de outubro de 2007

O primeiro blogue

O primeiro beijo até pode não ter sido especialmente bom, mas será sempre o primeiro a habitar a memória dos beijos. Recordo-o com clareza, com luz. Essa mesma luz habitará sempre o modo como me lembrarei deste primeiro blogue e a companhia dos que nele escreveram para ninguém ler. Eu escrevi pelo gosto da escrita, qualquer que seja o valor que ela tenha, mesmo pequeno, é lá que eu entro e isso chega-me. E a partilha do que temos é qualquer coisa que sempre fez parte do meu roteiro pelo mundo, pelo que não me chega escrever num caderno lá em casa, gosto de partilhar o que escrevo. É apenas isso e nunca foi outra coisa, às vezes somos habitados por desejos simples. O meu desejo de escrever num blogue tem a clareza da água. Oxalá tudo dentro de mim fosse assim como este desejo.

~CC~

2 comentários:

Maria disse...

os desejos tornam-se claros quando os realizamos... não é regra geral, mas podemos sempre tentar ver se dá certo!

CCF disse...

Pois é Maria, provalvel/ tem razão! Obrigado.
~CC~