sexta-feira, 24 de agosto de 2007

O teu dia...

Por vezes acontece-me não sentir especial empatia com algumas pessoas nos primeiros encontros. Penso tratar-se de um qualquer mecanismo de defesa que me avisa: "tem cuidado, se te aproximas ficas ligado por um qualquer elo invisível". Felizmente, algumas vezes, não dou ouvido ao tal mecanismo e acabo por ficar ligado com quem, inicialmente, não simpatizei muito. Aos poucos vou conhecendo melhor essas pessoas, mesmo as que teimam em proteger os seus corações, de proporções avantajadas, por carapaças de mau feitio. De uma maneira geral penso que quanto mais grossas é a carapaças maior é o coração que tentam esconder e assim raramente o conseguem fazer por muito tempo ou de toda a gente. Aos poucos apercebo-me do privilégio e sorte que é poder contar com a sua amizade e formulo desejos de poder guardar essas amizades por muitos e muitos anos.

Não sei como eras há 10 anos, mas ainda bem que te conheço hoje.

Parabéns Cristina!

4 comentários:

Cristina GS disse...

Vocês não têm emenda. Logo eu que gosto que não dêem por mim... Só posso dizer-te que, se ao longo destes 44 anos, me fui escondendo como pude, tem valido a pena levantar os véus convosco. Obrigada, amigo.

Prof. Teresa disse...

Muitos parabéns Cristina! Um abraço e beijocas! Que contes muitos...todos!

Margarida disse...

Nem sempre acreditamos nas outras inteligências que possuímos ... aquelas que nos fazem estar próximas/os daquelas/es de quem realmente estamos próximas/os ... inteligências que escapam a um "consciente" a que nos fomos habituando e no qual crescemos ...(inter - ligere: ou "ler - entre" ou "inter - ligar") ...
Tenho vindo a descobrir há mais, muito mais para além daquilo que vemos e conhecemos ... mesmo assim continuo com dificuldade em lidar com essa realidade e precisei de aqui vir para confirmar se tinha percebido bem, se a minha outra "inteligência" tinha feito o seu trabalho ...

Um abraço apertado de parabéns neste dia em que celebras os teus 44 anos de VIDA ... junto de todas/os os que trazes no teu coração

Cristina GS disse...

Que posso eu dizer, senão agradecer aos/às que por aqui passam e deixam belas flores de secretos jardins.