domingo, 22 de julho de 2007

mulheres-esperança



Esta mulher permanece bela depois do sofrimento e tem riso lá dentro, um riso que combina com o vestido negro de pequenas flores brancas. A firmeza do seu olhar é imensa na esperança pela vida. Fico próxima, juntando uma flor às que já tem na mão.


Esta mulher tem um vestido pérola da cor de casamento e é isso que faz hoje. Está menos bonita que o habitual e podemos sentir a tensão que habita o seu corpo, mas os olhos muito molhados dizem quase tudo sobre a enorme esperança de ser feliz. Quem se casa sem essa esperança? Fico próxima, num abraço que não diz a condição que já tivémos de professora e aluna, hoje somos já uma outra coisa, uma configuração de afecto sem nome certo mas plena de ternura.
~CC~

5 comentários:

JuliaML disse...

não sei sinceramente com vim aqui parar, mas não mais vos perderei de vista, fizeram-me sorrir!
saibam que vos li :-))
JuliaML

JvTorres disse...

Um grande abraço para cada uma dessas duas mulheres!

Madalena disse...

Eu também vi. :)

Não desapareci... quando voltei já não a vi... :P Estou aqui... beijos agora...:)

Madalena.

Cristina GS disse...

Só não sei se é necessário mostrar aos outros essa busca da felicidade. Mas é um ritual como qualquer outro. Mais importante é a ternura, de certeza.

CCF disse...

Obrigado Júlia pela visita e comentário. Quanto aos abraços serão dados, para quê poupar?!...e também às raparigas que desaparecem no final das festas de casamento das amigas :)))) ...pois não sei, mas como sabes, gosto da(e) festa!
~CC~